Agricultura e pecuária consomem muita água?

Clique nas caixas para expandir

O setor tem mostrado uma crescente conscientização para a redução da chamada “pegada hídrica”. A agricultura é, na verdade, uma garantia de manutenção do sistema hídrico.


A busca da sustentabilidade é uma grande meta, até porque ela é necessária para a obtenção de certificados internacionais essenciais para quem deseja exportar seus produtos. Além disso, é preciso levar em conta que, ao contrário da água utilizada nas indústrias e nas residências, na agricultura, quando bem feita, ela volta para os rios praticamente limpa.


Há quem diga que o desperdício de água na agricultura chega a 70%. No entanto, a Embrapa calcula que ele varie entre 15 a 20%. A Agência Nacional de Águas (ANA) não tem dados oficiais sobre o desperdício da água na agricultura. No entanto, produtores que não cumpram medidas de eficiência ou gastem água além do previsto podem perder a outorga para captar recursos hídricos.


É nas áreas rurais que ocorrem os processos de infiltração, escorrimento superficial, recarga de lençóis e acumulação de água, contribuindo para amenizar situações de escassez e excesso de chuva.


O falso vilão


O setor agropecuário é injustamente apontado como um grande consumidor de água. Na verdade, o campo tem desenvolvido competências para o adequado uso da água. (Agroanalysis set 2016, artigo de Fábio Meirelles, presidente da Faesp)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *